Seguidores

domingo, 23 de maio de 2010

A Sensatez de um cristão....................


Por Ed René Kivitz, cristão, pastor evangélico,
e santista desde pequeno.



" Alguns atletas do Santos, entre eles, Robinho, Neymar, Ganso e Fabio Costa,se recusaram a entrar numa entidade que cuida de exepcionais que é mantida por uma casa espírita, e preferiu ficar dentro do ônibus do clube, sob a alegação de serem evangélicos.

Os meninos da Vila pisaram na bola. Mas prefiro sair em sua defesa. Eles não erraram sozinhos. Fizeram a cabeça deles. O mundo religioso é mestre em fazer a cabeça dos outros. Por isso cada vez mais me convenço que o Cristianismo implica a superação da religião, e cada vez mais me dedico a pensar nas categorias da espiritualidade, em detrimento das categorias dareligião.

A religião está baseada nos ritos, dogmas e credos, tabus e códigos morais de cada tradição de fé. A espiritualidade está fundamentada nos conteúdos universais de todas e cada uma das tradições de fé. Quando você começa a discutir quem vai para céu e quem vai para o inferno, ou se Deus é a favor ou contra à prática do homossexualismo, ou mesmo se você tem que subir uma escada de joelhos ou dar o dízimo na igreja para alcançar o favor de Deus, você está discutindo religião. Quando você começa a discutir se o correto é a reencarnação ou a ressurreição, a teoria de Darwin ou a narrativa do Gênesis, e se o livro certo é a Bíblia ou o Corão, você está discutindo religião. Quando você fica perguntando se a instituição social é espírita kardecista, evangélica, ou católica, você está discutindo religião.

O problema é que toda vez que você discute religião você afasta as pessoas umas das outras, promove o sectarismo e a intolerância. A religião coloca de um lado os adoradores de Allá, de outro os adoradores de Yahweh e de outro, os adoradores de Jesus. Isso sem falar nos adoradores de Shiva, de Krishna e devotos do Buda, e por aí vai. E cada grupo de adoradores deseja a extinção dos outros, ou pela conversão à sua religião, o que faz com que os outros deixam de existir enquanto outros e se tornem iguais a nós, ou pelo extermínio através do assassinato em nome de Deus, ou melhor, em nome de um deus, com d minúsculo, isto é, um ídolo que pretende se passar por Deus.

Mas quando você concentra sua atenção e ação, sua práxis, em valores como reconciliação, perdão, misericórdia, compaixão, solidariedade, amor e caridade, você está no horizonte da espiritualidade, comum a todas as tradições religiosas. E quando você está com o coração cheio de espiritualidade, e não de religião, você promove a justiça e a paz. Os valores espirituais agregam pessoas, aproxima os diferentes, faz com que os discordantes no mundo das crenças se dêem as mãos no mundo da busca de superação do sofrimento humano, que a todos nós humilha e iguala, independentemente de raça, gênero, e inclusive religião.

Em síntese, quando você vive no mundo da religião, você fica no ônibus. Quando você vive no mundo da espiritualidade que a sua religião ensina – ou pelo menos deveria ensinar, você desce do ônibus e dá um ovo de páscoa para uma criança que sofre a tragédia e miséria de uma paralisia mental.


12 comentários:

  1. Zilda, eu desço do ônibus!!!!!
    Boa postagem!
    Tenha uma semana feliz!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela presença amiga,Dora;Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  3. Zilda

    Rumos libertadores, que beleza.

    A visão de que um rótulo religioso é o que importa, me parece um resquício da formalidade como aprendemos a entender o que seria religião. Dogmática, cheia de rituais e hierarquias, absolvições ou culpas e condenações, sem nenum vínculo com a realidade da obra do criador, com o qual precisamos nos "religar", voltar a sintonia.

    Aos poucos vamos mudando e entendendo, que encontramos Jesus e sua mensagem, que busca nos levar a fazer essa religação com Deus, na Igreja, na Casa Espírita, no Templo evangélico, no terreiro de umbanda....,mas, principalmente, na sarjeta, no asilo, orfanato, em nossa casa,na figura daqueles que nos são caros, mas que por vezes nos testam, ou seja, no próximo, que acaba por refletir a verdadeira imagem que temos e o que somos.

    Grande abraço, e vou linkar seu belo blog.

    Muita Paz.

    ResponderExcluir
  4. Prazerzaço Bond me deu ler seu belo comentário!!!!!!!!!!!!!!Muito obrigada pelo carinho.Bj no coração.

    ResponderExcluir
  5. Olha Zilda... gostei muito dessa postagem aí. Vai em meu outro blog, vê, pensso que é, no mês de Janeiro, e tem uma postagem minha que se intitula "A Religião e a divisão dos Homens". Vai lá, lê deixa o seu cometário, ok?
    Um bjo
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada José!!!!!!!!!!!!!Fui lá mas não encontrei....

    ResponderExcluir
  7. Cara amiga Zilda estou de acordo plenamente com a Dora
    Tenha uma linda e abençoada semana!!!
    ps.: Estou meio que ausente mas sempre que posso venho ver as belas postagens vossas... Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Bom diiia, meu coração!
    Vim te visitar para tornar o meu dia mais feliz!
    "Não devemos permitir que alguém saia de nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz." Madre Teresa de Calcutá
    Bjkas, muuuitas!
    Sônia Silvino's Blogs
    http://blogsdasoniasilvino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Conceição Cavalcante, de Campina Grande5 de mar de 2011 15:08:00

    Concordo com você Zilda. Valeu!
    Vi este texto quando procurava um contato com o Centro Espírita de Carpina (Amor e CAridade). Morei na cidade em 1999 e a convivência nesta instituição foi para mim um reencontro. Sai de lá e com o tempo perdi os contatos. Por favor, me ajude. Na casa, trabalhei no curso das gestantes, quando René e Zezelda faziam parte da direção. Meu e-mail: ceicacavalcante@hotmail.com (conhecida como Conceição, de Campina Grande)

    ResponderExcluir
  10. Olá Conceição!Penso que lembro de vc.,lhe enviarei um email

    ResponderExcluir

Gostaria de ler a sua opinião!

Copyright © 2010 - 2011 RUMOS LIBERTADORES!!.
Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger